Entenda o Significado dos Quatro Seres Viventes do Apocalipse

Entenda o Significado dos Quatro Seres Viventes do Apocalipse

Em Apocalipse 4.6-8 está escrito: 
 
“… e também, no meio do trono e à volta do trono, quatro seres viventes cheios de olhos por diante e por detrás. 

 
O primeiro ser vivente é semelhante ao leão, o segundo, semelhante ao novilho, o terceiro tem o rosto como de homem, e o quarto ser vivente é semelhante à águia quando está voando.

E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respectivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e por dentro; não tem descanso, nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-poderoso, aquele que era, que é e que há de vir.” 

 
Na concepção de que os quatro seres viventes estão no meio do trono, à volta dele e junto de Deus, então é possível que sejam quatro características do próprio Deus. Vejamos:

1) O primeiro ser vivente é semelhante ao leão, e sabemos que o leão é a figura da majestade, da força e do poder criador de Deus. Simboliza o Senhor Jesus. Porque Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores. Dele, por meio dEle e para Ele são todas as coisas, conforme está escrito: 

 
“Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!” (Romanos 11.36). 
 
O Evangelho de Mateus apresenta o Senhor Jesus como o Leão da tribo de Judá, e o autor da epístola aos judeus cristãos também escreveu:
 
“Ele que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas.” (Hebreus 1.3)

2) O segundo ser vivente é semelhante a um novilho. A figura do novilho significa que Deus entrega a Sua força e o Seu poder em sacrifício, pois Ele mesmo Se deixou sacrificar, por intermédio de Jesus Cristo. 
 
O Evangelho de Marcos apresenta o Senhor Jesus como o Servo que Se fez sacrifício pelo pecado, tendo o novilho como animal sacrificial.

3) O terceiro ser vivente tem o rosto como de homem. Isso é uma figura da humilhação e renúncia da glória do Senhor ao vir a este mundo. 

 
O Evangelho de Lucas apresenta o Senhor Jesus como Filho do Homem. O apóstolo Paulo, dirigido pelo Espírito Santo, escreveu: 
 
“antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.” (Filipenses 2.7-8)

4) O quarto ser vivente é semelhante à águia quando está voando. A figura da águia voando lembra a glória da conquista dos ares. 
 
Assim é o Senhor Jesus Cristo, pois, depois da Sua morte e ressurreição, tomou a posição de exaltado e glorificado, assentando-se à direita de Deus. O Evangelho de João apresenta o Senhor Jesus como o Único capaz de levar o ser humano ao Céu.

Os quatro seres viventes, portanto, mostram como Deus se inclina, fala e Se entrega pelo mundo. Estes seres viventes, embora com características de Deus, aqui se manifestam como querubins.

Eles têm asas, demonstrando com isso que Deus age em todos os lugares e sem parar. Também o profeta Ezequiel os viu com asas indo por todas as direções.

Isso significa que Deus está em todos os lugares, ou seja, que Ele é onipresente. Não existe lugar neste mundo, tampouco qualquer coração por mais escuro que seja, em que a mão misericordiosa de Deus seja incapaz de agir.

 

As Asas dos querubins estão cheias de olhos, ao redor e por dentro, significando que não há nenhum espaço, por menor que seja, quer nos Céus quer na Terra´que esteja fora do alcance dos olhos de Deus, pois Ele é onisciente e tudo vê.
Apesar de ser onipotente, onipresente e onisciente – e só Ele o é – vestido de glória indescritível, mesmo assim Deus se preocupa com o ser humano, e por isso diz:

“Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos.” (Isaías 57.15)

Deus Abençoe Sua Vida!

COMPARTILHAR

Deixe Seu Comentário

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui