350 mil cristãos vivem como escravos na Coréia do Norte

350 mil cristãos vivem como escravos na Coréia do Norte

A Coréia do Norte é um dos países do mundo onde os cristãos são mais perseguidos, pois o cristianismo é ilegal nesta nação e até mesmo portar uma Bíblia, pode resultar em execução.

O escritor e pesquisador Eric Metaxas disse que o regime totalitário de Kim Jong-un persegue a comunidade cristã de forma brutal e escrevendo ao The Christian Post afirmou:

"A Operation World diz que, embora não exista alguém que saiba o número exato, pode haver cerca de 350 mil cristãos vivendo de forma escrava em espaços subterrâneos, dentre os 24 milhões de pessoas da Coreia do Norte. Tragicamente, e enfurecedor, mas pelo menos 100 mil desses irmãos e irmãs em Cristo estão presos em campos de trabalho".

"Estes são alguns dos ambientes mais severos da Terra. Com o frio e segurança máxima, muitos cristãos são condenados à morte por trabalho escravo, ou simplesmente executados no local. Como a fé cristã continua a sobreviver? Como todos nós, pela graça de Deus”,

"Devido à vigilância sempre presente, muitos oram com os olhos abertos, e se reúnem para louvar ou ter momentos de comunhão. Mas, cenas assim são praticamente impossíveis de acontecer, pois os cristãos são presos, , torturados ou mortos. Todas as famílias cristãs são presas em campos de trabalho".

"Devemos orar por esses cristãos e apoiar organizações como o Ministério Portas Abertas em seu trabalho vital. Essas pessoas são importantes para Deus, e elas também devem ser importantes para nós. Eles não são invisíveis para Cristo",  finalizou Metaxas ao The Christian Post.

Deixe seu comentário!: